Fluxos Box
e a Biblioteca de Babel
Considerando a diversidade de abordagens exploradas pelas fluxus boxes (enquanto modelo cultural e formal) na definição de um novo território multidimensional, pretende-se o desenvolvimento de um artefacto que questione o potencial comunicacional do audiovisual e multimédia.
Cada grupo de trabalho começou por definir a sua temática e selecionar três fragmentos (um de texto, um sonoro e um filmográfico) para a conceção de um artefacto composto por componentes audiovisuais e enquadrado por quatro categorias (i.e. tipográfica, fílmica/fotográfica, sonora, computacional). Os projetos desenvolvidos são o resultado de um enunciado coletivo (definido pelo grupo e tendo em consideração a eficácia de comunicação da temática proposta) e de um enunciado individual (definido por cada aluno e dando resposta a uma das quatro categorias). O artefacto final teve ainda em consideração a sua exposição (sendo esta digital ou física).
Nome do projecto